MP do Rio está de olho no 'Queiroz' da Fecomércio

Como O Antagonista revelou mais cedo, o MP do Rio pediu o bloqueio de R$ 46,4 milhões e a abertura de uma ação de improbidade contra Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio que foi preso por envolvimento no esquema de corrupção de Sérgio Cabral.

Na representação, o promotor Alberto Flores Camargo também alerta para o atual presidente do Sistema S no Rio, Antônio Florêncio de Queiroz Júnior, que integrava a mesma chapa de Diniz.

“Veja que prevalece a falta de credibilidade na gestão dos integrantes do Sistema S, diante da proximidade do atual presidente Sr. Antônio Florêncio de Queiroz Júnior com o ex-presidente Orlando dos Santos Diniz, preso em ação penal, considerando que ambos integravam a mesma chapa.”

OS NEGÓCIOS FENOMENAIS DE LULINHA. Leia aqui

Para o promotor haveria “unidade ideológica de pensamento”, assim como “fortes indícios de existência de risco de influência” de Orlando sobre Queiroz.

Comentários

  • Luciano -

    A citação "Queiroz" é uma pegadinha ou canalhice mesmo?

  • Eduardo -

    E na milícia, alguém está fazendo alguma coisa para acabar com a milícia?

  • Dercio -

    lembrando que nessa rappinagem na FECOMÉRCIO-RJ, também o escritório do advogado Roberto Teixeira, também conhecido como advogado do LL (O Globo, 23.Dez.2018).

Ler 14 comentários