ACESSE

MP do Trabalho decide apurar 'pedágio' de sindicatos denunciado por O Antagonista

Telegram

O Ministério Público do Trabalho decidiu investigar a atuação de sindicatos que se aproveitaram da liminar de Ricardo Lewandowski para cobrar taxas de empresas interessadas em firmar acordos para redução temporária de jornada e salários, informa Mateus Coutinho, na Crusoé.

A denúncia foi feita por O Antagonista. Um sindicato do setor de eventos de São Paulo vinha cobrando entre R$ 1,5 mil e R$ 2,5 mil para chancelar acordos previstos pela MP 936, editada para conter o desemprego durante a pandemia.

Hoje, o Supremo derrubou a decisão do ministro e garantiu a liberdade (e exclusividade) para que funcionários negociem diretamente com seus patrões no atual momento de crise, como prevê a medida provisória.

Leia a nota completa AQUI.

Arte: O Antagonista

Leia também: Novo chefão na Saúde: o que muda no combate à pandemia?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 58 comentários