MP Eleitoral é contra assinatura eletrônica na criação de partidos

Em parecer assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral Humberto Jacques de Medeiros e enviado hoje ao TSE, o MP Eleitoral se manifestou contra o uso de assinaturas eletrônicas para a criação de partidos políticos, informa O Globo.

O parecer foi dado dentro de uma consulta feita por Jerônimo Goergen no fim de 2018, mas tem reflexos também nos planos de Jair Bolsonaro –o presidente estuda a adoção de um aplicativo para colher assinaturas digitais e viabilizar a criação da Aliança pelo Brasil.

Hoje, a Justiça Eleitoral reconhece apenas assinaturas físicas, que devem ser conferidas visualmente em cartórios eleitorais antes de serem validadas.

Comentários

  • Massaaki -

    Num mundo tão cheio de fakes, é lógico que a Justiça Eleitoral não deve aceitar isso.

  • Luiz -

    Porque então temos que aceitar as urnas eletrônicas sem comprovante em papel?

  • Paschoal -

    Os esquerdopatas do MP eleitoral, veneram a fraudulenta urna eletrônica mas repudiam o apoio eletrônico ao partido de um presidente que não nos está roubando. (Ainda).

Ler 143 comentários