MP entra com ação por improbidade contra Jaques Wagner

A Procuradoria da República em Brasília entrou com uma ação civil pública contra Jaques Wagner, informa o G1.

Ele é acusado pelo Ministério Público de suposta atuação indevida na nomeação do segundo-tenente músico do Exército Jeferson da Silva Figueiredo, marido da ex-ministra Ideli Salvatti, para um cargo do governo brasileiro em Washington, em 2015.

“O MP pede, além da condenação por improbidade de Jaques Wagner e do músico, ressarcimento ao erário, perda da função pública e suspensão dos direitos políticos por cinco anos e pagamento de multa, cujo valor não foi especificado e pode ser definido ao final da ação caso haja condenação”.

O inimigo número 1 de Sergio Moro. Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 30 comentários
  1. Como anda as investigações sobre esse marginal a respeito da operação cartão vermelho, recebimento de propina da Odebrecht,OAS, a entrega dos pedágios de graça das rodovias baianas? Ficou milio

  2. PORCO NOJENTO E IMUNDO… falso salafrário, doente, gastador obsessivo, maldito, palhaço e filho da puta. Tem muito outros adjetivos, mas não adianta ficar citando, gente que só para dentro do cai

  3. Bueno, o Lulladrão fez pior: promoveu o sobrinho vidraceiro, aquele Taiguara, a empreiteiro famoso com obras na África, em parceria com a Odebrecht. Pobre Emílio, teve que engolir tantos sapos!

    1. Só para lembrar essa desgraça é carioca, caiu de paraquedas na Bahia pobre e ficou muito rico na política! Ganhou uma quarto ou cinco mega Sena sozinho pelo visto cheio de fazendas a apartamentos

  4. O que dá “orgulho” de ser brasileiro é ver a eficiência e eficácia das nossas instituições. Quanta rapidez e visão aguçada, pois, só se passaram 3 anos e 11 meses para eles perceberem isso!

    1. … e funcionário da embaixada brasileira, ora pois! Não pode ser pouca coisa, qualquer carguinho, para o marido da ex ministra da pesca!

    1. Sabia daquele carnaval em que ele incentivou troca de beijos da sua esposa com a do Gil, num tal camarote. Será que o apelido, passivo, indica que … ? Tem tudo a ver, né!

    1. Quem dera que houvesse um mínimo de possibilidade disso acontecer. O cara foi eleito senador, pode esquecer nem daqui 20 anos sai essa condenação.