MP investiga se prefeitos furaram fila da vacina

MP investiga se prefeitos furaram fila da vacina
Foto: Reprodução/Instagram/Wagner Coelho

O Ministério Público da Bahia e do Piauí abriram investigações para saber se prefeitos furaram a fila ao tomarem a vacina contra a Covid-19.

Na Bahia, o MP já apresentou à Justiça ação de improbidade e ação civil pública contra o prefeito de Candiba (BA), Reginaldo Martins Prado (PSD). Apesar de ter 60 anos, não está abrigado em asilo, exigência para fazer parte do grupo prioritário.

No Piauí, são investigados Joércio de Andrade (MDB), do município de Guaribas, e Wagner Coelho (Progressistas), de Uruçuí.

Joércio é agricultor e tem um cunhado (marido de sua irmã, que é secretária de Saúde do município) que também foi vacinado.

Wagner Coelho é médico e disse que faz parte do grupo prioritário por, segundo ele, fazer atendimentos de pacientes com Covid-19.

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
TOPO