Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MP junto ao TCU quer apurar mentiras do governo Bolsonaro sobre vacinação

MP junto ao TCU quer apurar mentiras do governo Bolsonaro sobre vacinação
Reprodução/YouTube/TV Brasil

O Ministério Público junto ao TCU pediu que a Corte apure uma possível ofensa aos princípios da publicidade e impessoalidade em uma campanha da Secretaria de Comunicação (Secom) que defende o governo federal e o presidente Jair Bolsonaro.

Em representação enviada à presidente da Corte, Ana Arraes, o subprocurador Lucas Furtado aponta para a “divulgação de informações incompletas e descontextualizadas por parte da Secom – com nítido cunho de promover a imagem do presidente”. 

“Secom deflagrou uma campanha publicitária em que defende diretamente a pessoa do presidente Bolsonaro, alegando que o presidente buscou a vacina desde o começo, o que é evidentemente um descolamento com fatos pretéritos de amplo conhecimento público, além de atentar contra o princípio da impessoalidade.

A peça relembra cinco momentos de Bolsonaro que atestam a “falta de comprometimento” em adotar medidas concretas para a compra de vacinas, como quando o presidente disse que o imunizante da Pfizer poderia transformar pessoas em jacarés.

Nesta semana, a Secom lançou uma campanha com o objetivo de convencer que o governo tenta comprar vacinas desde março de 2020. A mentira foi reiterada pelo próprio Jair Bolsonaro em um pronunciamento em rede de rádio e televisão.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO