ACESSE

MP Pró-Sociedade sai em defesa de promotora que deixou caso Marielle

Telegram

A Associação MP Pró-Sociedade divulgou uma nota em desagravo à promotora Carmen Eliza Bastos, que se afastou das investigações do assassinato de Marielle Franco.

Para a entidade, Carmen sofreu uma “tentativa de assassinato de sua reputação apenas por ter exercido seu direito de cidadania ao se posicionar, durante a campanha eleitoral, favorável a um candidato”.

“A Promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho é reconhecida como excelente profissional sempre isenta e imparcial em seu trabalho.”

SUPREMO ESCÁRNIO! Mais aqui

Comentários

  • João -

    até que enfim! o mundo caiu na cabeça desta senhora e ninguém se levanta para dizer o absurdo da situação criada pela globo em conluio com a esquerda! que coisa!

  • Ciro -

    MUNDINHO ESQUERDISTA PODRE !!!

  • Paulo -

    Promotor público não tem nenhum direito de fazer militância política e ir trabalhar em casos envolvendo o político para o qual faz campanha, se quiser fazer mude de profissão.

Ler 40 comentários