ACESSE

MP quer apurar se houve abuso nas prisões da Spoofing

Telegram

Ao final dos depoimentos dos quatro presos na Operação Spoofing, o Ministério Público informou que vai pedir à corregedoria da Polícia Federal apuração sobre a conduta dos policiais.

Na audiência de custódia, o DJ Gustavo Henrique Elias Santos e a companheira, Suelen Priscila de Oliveira, relataram agressões psicológicas, com piadinhas e falta de higiene na prisão.

O motorista Danilo Marques e o hacker Walter Delgatti Neto disseram que foram bem tratados.

TOFFOLI: A DECISÃO... E A COINCIDÊNCIA. Saiba mais

Comentários

  • Gustavo -

    MP vai ver se as vítimas estão bem por favor!!!!!

  • DULCE -

    É a velha história dessa justiça ridícula desse país. O bandido tem de ser solto, e o policial tem de ser preso.

  • ZEZECO -

    Pronto,agora vai entrar a ala esquerdista do MP pra sabotar as investigacoes,como sempre.

Ler 56 comentários