Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MP vai investigar pesquisas pagas pelos próprios institutos

O vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Góes, pediu a procuradores de todo o país que investiguem institutos de pesquisa que realizaram levantamentos de intenção de voto com recursos próprios.

A lei não proíbe a prática, mas em geral, as pesquisas são contratadas por veículos de comunicação, comitês partidários e associações patronais.

A Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa, que representa oficialmente o setor, identificou mais de mil pesquisas bancadas pelos próprios institutos.

Elas deverão informar o motivo da realização dessas pesquisas e se realizaram outros levantamentos na mesma circunscrição, contratadas por terceiros e por qual valor.

Até a terceira semana de agosto, já haviam sido registradas na Justiça Eleitoral 1.300 pesquisas, com custo total de R$ 27 milhões — mais de 70% foram custeadas com recursos dos institutos.

A maioria, segundo a Abep, foi feita de forma presencial, modalidade mais cara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO