MP vai recorrer de decisão do TCU que livrou ex-dirigentes do Senado

Telegram

A procuradora-geral junto ao Tribunal de Contas da União, Cristina Machado, disse ao Jornal Nacional que vai recorrer, ainda nesta semana, de uma decisão que livrou dois ex-dirigentes do Senado de devolverem R$ 14 milhões aos cofres públicos.

Na decisão, o ex-primeiro secretário Efraim Morais (DEM-PB) e o ex-diretor geral Agaciel Maia (PR-DF) foram absolvidos em processo que apura superfaturamento de serviços terceirizados entre 2005 e 2009.

Na semana passada, Efraim e Agaciel foram salvos pelos votos de Aroldo Cedraz e Raimundo Carreiro, que já haviam se declarado impedidos no início do processo, em 2013. Eles voltaram atrás e decidiram votar pela absolvição quando o placar era desfavorável aos ex-dirigentes.

Comentários

  • Izabel -

    Exija nova votação. Nunca vi tamanha sem vergonhice. Esse TCU também precisa ser reformulado e essa forma de composição idem.

  • Luiz -

    Aroldo Ladravaz e Raimundo Vendilhão de Carreira, dois bandidos.

  • Magalhães -

    Carreiro é Sarney, Sarney é Celso de Melo. Padrinho e afilhados no TCU e STF. Será que há influência ?

Ler 43 comentários