ACESSE

MPE quer a retirada de outdoors de Bolsonaro

Telegram

Humberto Jacques de Medeiros, vice-procurador-geral eleitoral, apresentou recurso ao TSE em que pede a retirada imediata de outdoors de Jair Bolsonaro nos municípios baianos de Paulo Afonso, Glória e Santa Brígida.

No recurso, ele cita o artigo 36 da Lei das Eleições, que impede expressamente a propaganda eleitoral antes de 15 de agosto.

“Imaginar que peças publicitárias de um candidato em uma eleição não contenham pedido explícito de votos é subestimar a inteligência dos publicitários, de candidatos e eleitores”, escreve o vice-procurador, segundo registro do Estadão.

O documento também traz a informação de que outdoors do presidenciável foram localizados em outros 33 municípios de 13 estados.

Comentários

  • JEAN -

    Algumas considerações breves: 1) O Tribunal Superior Eleitoral já se manifestou sobre o tema e a decisão foi no sentido de que os outdoors não configuram campanha antecipada; 2) Os outdoors são pagos por cidadãos brasileiros que prestam através dele uma homenagem a um político que admiram (liberdade de expressão); 3) Os outdoors não apresentam pedido explícito de voto e não estampam, obviamente, nome ou número do partido; 4) Caso o entendimento mude no TSE, seria interessante uma reflexão sobre as campanhas antecipadas dos políticos com mandato eletivo, que passam quatro anos em campanha, com cabos eleitorais pagos com o dinheiro do povo; 5) Se você quer mudar o Brasil, engaje-se. A omissão já nos fez perder trinta anos.

  • Bolsominions -

    Bolsominions não tem grana nem para pagar TV por assinatura, vão pagar outdoors como, dando a bunda??

  • Bolsominions -

    Kkkk, bem feito, bolsonáticos são burros, não é só por estarem pagando do seu próprio bolso, que não estejam cometendo fraude eleitoral. CAMPANHA ELEITORAL ANTECIPADA É FRAUDE!!

Ler 180 comentários