MPF abre ação contra campanha olímpica

O MPF de Goiás ajuizou ação civil pública para suspender a campanha publicitária “Somos Todos Brasil”, do Governo Federal. A medida foi tomada depois que o Palácio do Planalto se recusou a atender ao pedido do procurador Ailton Benedito para a suspensão da propaganda.

O Antagonista noticiou o caso aqui em 13 de janeiro.

Para Benedito, a campanha “presta-se, precipuamente, a desinformar a sociedade sobre a verdade econômica, administrativa, política, social e moral experimentada pelo Brasil e pelos brasileiros, bem como estimular no inconsciente coletivo sentimento favorável não à Olimpíada, mas ao Governo Federal, sobremodo à Presidente da República e à coalizão partidária que a sustenta politicamente, no que se desvela o caráter patrimonialista da aludida campanha”.

Na ação, o procurador requer aplicação de multa diária de R$ 5 milhões à União e R$ 1 milhão aos agentes públicos envolvidos no caso.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200