MPF denuncia 42 por esquema na Petrobras em Salvador

O Ministério Público Federal denunciou 42 pessoas por esquema de corrupção na construção da sede da Petrobras em Salvador, foco da 56ª fase da Lava Jato, chamada Operação Sem Fundos.

Entre os acusados, estão ex-dirigentes da estatal e da Petros, fundo de pensão dos funcionários de onde foram desviados R$ 150,9 milhões. A propina distribuída por OAS e Odebrecht somou R$ 67,2 milhões, segundo os procuradores e beneficiou também membros do PT.

Na peça, o MPF diz que identificou um “colossal esquema criminoso engendrado no seio e em detrimento da Petrobras, pelo menos entre 2004 e 2014, envolvendo, dentre outros, a prática de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, com a formação de um grande e poderoso cartel”.

Temos uma chance única de começar a limpeza do Judiciário. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Os sindicalistas e funcionários da Petrobrás em geral nunca abriram a boca, nunca viram nada errado. Estava tudo uma maravilha e funcionando muito bem, para eles é claro e não para o Brasil.

Ler mais 18 comentários
  1. Os sindicalistas e funcionários da Petrobrás em geral nunca abriram a boca, nunca viram nada errado. Estava tudo uma maravilha e funcionando muito bem, para eles é claro e não para o Brasil.

  2. Coitado dos brasileiros. Durante quase cinco anos pagando pelos roubos na Petrobras. Roubaram de todas as maneiras possíveis. Parabéns ao grande idealizador, LULA. E ele se acha refém da justiça.