MPF denuncia ex-CEO de empresa americana

O MPF denunciou hoje Paul Bragg, ex-CEO da empresa americana Vantage Drilling, por corrupção ativa e lavagem, informa a repórter Tabata Viapiana, da IstoÉ.

Bragg é acusado de ter repassado US$ 31 milhões em propina para Jorge Zelada, ex-diretor da área internacional da Petrobras, Eduardo Musa, ex-gerente da estatal, e para o MDB.

Em troca, segundo o MPF, Zelada e Musa beneficiaram a Vantage Drilling na contratação do navio-sonda Titanium Explorer pela estatal, por US$ 1,8 milhão.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. E a multa milionária contra a empresa? Tá faltando. Os Estados Unidos fariam isso, como têm feito contra as empresas brasileiras pegas em transações muito menores, mais leves. Se não se multar essas empresas elas continuarao a corromper ou se deixar corromper. Multa nessa empresa.

Ler mais 20 comentários
  1. E a multa milionária contra a empresa? Tá faltando. Os Estados Unidos fariam isso, como têm feito contra as empresas brasileiras pegas em transações muito menores, mais leves. Se não se multar essas empresas elas continuarao a corromper ou se deixar corromper. Multa nessa empresa.

  2. O contrato é de $1.8 bilhão. Fazendo a conta inversa: $1,800,000,000.00/365*10 = $493,150.68 por dia. Esses contratos sao de longo prazo (3, 5, 7 ou 10 anos) e a tarifa diária pela sonda custa em torno de $500 mil.

  3. Pagar 31 milhões para vender uma sonda por 1.8 milhão? Não seria 1 bilhão? Pelo jeito esse país é o paraíso dos corruptos, não, admira a exaltação do condenado lá fora.

  4. Perdão, mas Bragg é acusado de ter repassado US$ 31 milhões em propina e a Vantage Drilling foi beneficiada pela Petrobrás na contratação do navio-sonda Titanium por US$ 1,8 milhão? Não há aí algum erro ou troca de cifras?

    1. Porta Antagonista…Essas desgraças de propaganda estou a ocupando a porra dobespaco e não da nem pra ler as noticias