MPF denuncia ‘fantasmas’ do caso Eliseu Padilha

O MPF denunciou hoje dois ex-deputados do Rio Grande do Sul e uma ex-servidora da Câmara por peculato.

Entre 2004 e 2007, o então deputado Edir Pedro de Oliveira e seu suplente Nilton Cardias mantiveram como funcionária fantasma a fisioterapeuta Danielle Fraga, filha de Chico Fraga, então secretário de governo de Canoas.

Fraga, além da filha, emplacou a mulher Dolores, mãe de Danielle, no gabinete de Eliseu Padilha. Dolores também nunca apareceu para trabalhar.

A investigação de Padilha, porém, está no STF, por causa da prerrogativa de foro do ministro da Casa Civil. A investigação está parada, é claro.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. paulito disse:

    o padilha é um corrupto de sorte, blindado pela justiça brasileira.

Ler comentários
  1. Enquanto isso, no STF disse:

    Amianto dá cancer? Dá...não dá... mas dá...não, não dá Não dá? olhe que dá...