MPF: General Mourão não cometeu crime ao defender possibilidade de intervenção militar

O general da reserva Hamilton Mourão, candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro, limitou-se a expor um pensamento e não cometeu crime ao defender em setembro de 2017 a possibilidade de intervenção militar como solução para a crise política no país.

A interpretação é do MPF do Distrito Federal, que, por meio do procurador Ivan Marx, decidiu no último dia 1º arquivar uma investigação aberta para apurar o caso, informa O Globo.

Quando ainda estava na ativa no Exército, o general fez a declaração durante um evento numa loja maçônica em Brasília, logo após o então PGR Rodrigo Janot ter denunciado Michel Temer ao STF.

“Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso. (…) Os Poderes terão que buscar a solução. Se não conseguirem, chegará a hora que nós teremos que impor uma solução. E essa imposição não será fácil, trará problemas, podem ter certeza disso aí”, disse Mourão na época.

Na investigação, foram ouvidos Mourão, Exército e Ministério da Defesa.

“Diante das informações prestadas e da atipicidade da conduta do general, não se constata neste momento fundamento para a propositura de ação penal pública”, concluiu Marx. “O conteúdo das manifestações, embora sugerisse a possibilidade de intervenção militar, não teve caráter de propaganda em público e não objetivou incitar terceiros ao cometimento de processos ilegais de alteração da ordem política. A palestra é forma de livre manifestação de pensamento, assegurada na Constituição.”

Não houve ilícitos nem na área criminal nem na cível, de acordo com o MPF-DF.

“Não constitui a referida manifestação propaganda em público de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social, nem tem intuito de subversão da ordem política ou social ou de trazer animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis”, afirmou o procurador.

Será que os militares conseguirão moderar o que acontece dentro Planalto? LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Oliveira disse:

    Primeira medida de Bolsonaro e Mourão, fechar os três poderes, colocar todos na cadeia, congresso,senado,$$ STF STJ todos na prisão, Lula ladrão manda no $$ STF de porcos de imundos, corruptos forastf

Ler comentários
  1. Sonia Regina de Oliveira disse:

    E sobre a denuncia divulgado no jornal El País sobre desvios, o que ele tem a dizer???? Que alias não foi divulgada por nenhum veículo de imprensa no Brasil.........

  2. Paulo disse:

    Ah tá, ele apresentar a opinião é crime. E aquele vagabundo que foi prestar depoimento na polícia ontem, o tal Santo, como anda?

  3. O Ministério da Negação da Realidade recomenda: disse:

    Mentir é Virtude. Falar a verdade no Brasil é que é feio, é CRIME, é ofensivo. MINTAM, SIMULEM, OMITAM, TERGIVERSEM!

  4. Luis disse:

    Quem faz isso é o Boulos e seus pelegos do MST...

  5. Richard disse:

    Se as coisas que a esquerda diz em público e em tom de incitação fossem consideradas, muitos estariam enquadrados e presos. Né Gleisi!!!!

  6. Zé do Ferro Veio disse:

    Boa, procurador Ivan Marx!!!

  7. Fabio disse:

    Grande Gen. Mourão, o melhor vice que Brasil terá! Bolsonaro Presidente 17!

  8. Juvenal Alencar Silveira Souza disse:

    Foi perfeito na decisão, oBrasil não é dos politicos que falam as maiores barbaridades em nome da democracia, o povo, incluindo todas as instituições Civis e Militares estão proibidos de manifestar?

  9. Esgotou minha paciência! disse:

    Bolsonaro/Mourão... O único remédio contra o crime organizado da ORCRIM! Alckmin é o candidato de Temer, FHC e PT... o resto é boi de pira.nha! É Bolsonaro X ORCRIM! Não vê quem não quer!

  10. NOSSA BANDEIRA É VERDE AMARELA!! disse:

    O MPF ainda não se manifestou sobre o Líder do MST que iria defender o Mandato de DILMA a Bala, isto em ato Publico ao Lado da Dilma dentro do Palácio do Planalto!!

  11. Zuneide disse:

    conclusão... o marx caghouh de medo de mexer com o general...

    1. Não é medo, é respeito a Democracia e ao livre direito a manifestação, o General não disse que iria intervir, disse que se os Civis não consertasse a esbornia , era passível de intervenção.

  12. Brasil disse:

    Por que a terceira denúncia não sai? Ah, final de governo... E, CONTINUAM ROUBANDO ADOIDADO!

  13. ERNANDES disse:

    Quando o sujeito é inteligente, sabe interpretar de acordo com a hermeneutica, emite parecer técnico brilhante arrazoado, demonstrando precioso conhecimento das coisas sem paixão nem puxasaquismo.

  14. Marco Antônio disse:

    O óbvio precisa de processo público para ser dito?

  15. analu disse:

    Nem Marx acredita na falácia dos inimigos!

  16. Borges. disse:

    O que soa estranho é ele ser hoje o vice de Bolsonaro; teria sido apenas disfarces as conversas com Janaina e com Malta??? Perguntar não ofende.

  17. Mariluce disse:

    Muito boa e esclarecedora a interpretação do procurador. . Não sou militar e gostaria de ter usado essas mesmas palavras enquanto participante da sociedade cível na defesa de meu país .

  18. Claudio Cesar Custodio Junior disse:

    Amigos. Criamos uma rede social para nós de direita sem censura. É nossa liberdade de expressão. www.esquerdanuncamais.com/network/welcome Entrem e façam já sua conta. !!

  19. Joyce Souza disse:

    O Antagonista sabe que ele cometeu, sim. Mas como idolatra o MP e os seus autoritários...

    1. Corrupta alienada, baba ovo do sistema!

  20. jaque disse:

    Mas é o óbvio! Senão teríamos que prender todos os constituintes de 88, já que a CONSTITUIÇÃO que criaram, defende e MANDA abertamente que haja intervenção militar em situações caóticas como a atual.

  21. Brasil Direito - Presidente Jair Bolsonaro 17 disse:

    ... isso não contribui.

  22. Brasil Direito - Presidente Jair Bolsonaro 17 disse:

    Cara... não faça isso... não copie meu nick. Pra que bagunçar este sistema de comentários mais do que ele é bagunçado?

  23. Gaudério Cansado de Comunistas disse:

    Pois deveria ter feito a Intervenção Militar há muito tempo para acabar com essa escória que ronda os cofres públicos a todo instante. Saudade do Governo Militar.

  24. Brasil Direito - Presidente Jair Bolsonaro 17 disse:

    Seria muito escandaloso querer manchar a chapa de dois cidadãos que podem até não gostar, mas que não cometeram ilegalidades.

  25. VELHINHADETAUBATÉ disse:

    Corretíssimo!Quando petralhas dizem (e fazem) as maiores barbaridades contra as instituições, o MPF não se mexe! O "crime" de Mourão foi apenas falar a verdade, como o de Sócrates condenado na Grécia!

  26. JOAO BATISTA ROSA disse:

    Já passa da hora de colocar a maioria da segunda turma do STF na cadeia.

  27. Me disse:

    Parece que o Marx afinou...por que seria? 😄😄

  28. PAULO BOCCATO disse:

    Raquel Dodge Ford Bigode nao gostou...

  29. Cris disse:

    A esquerda como sempre querendo tirar leite da pedra... um país que precisa valorizar aquilo que realmente tenha valor e não ficar forçando a barra com esse tipo de assunto.

  30. Paulo Guimarães disse:

    BOLSONARO X ORCRIMs, este é o Brasil que eu quero !! Os esquerdopatas farão de tudo, a alma já venderam ao Diabo faz tempo, portanto POVO HONESTO vamos geral de 17 neles.

  31. Sarcástico disse:

    E olha que este Ivan Marx é esquerdista de 1ª linha, será que tomou juízo com medo da eleição do Bolsonaro junto com o Mourão?

  32. urubuservando disse:

    Tem sempre pessoas que não importa o que falem,se dentro da lei,se favoravel ao que penso,não consigo confiar,sempre acho que tem coisa.Quase sempre não me engano.

  33. Jair se adequando dói menos disse:

    Boas palavras vindas de um "Marx". ehehe. Mas realmente, procuradores, juízes e STF com certeza seguirão melhor a LEI caso Bolsonaro vença. Vai acabar as interpretações me favor da bandidagem.

  34. José Araújo17 disse:

    Claro que não! Os militares hoje têm muito mais a confiança do povo que os políticos que estão aí, que são os mesmos de sempre! Vou votar no Bolsonaro e no Mourão