ACESSE

MPF identifica quem tentou transferir R$ 20 milhões do coronel Lima

Telegram

O Ministério Público Federal diz que foi Antonio Carlos Correia da Silva quem tentou, sem sucesso, abrir contas no Santander, em outubro do ano passado, para depositar R$ 20 milhões do coronel João Baptista Lima Filho, informa a Veja.

A tentativa de depósito intrigou os investigadores da Operação Descontaminação, que prendeu Michel Temer e seu amigo em março. O dinheiro seria transferido do Bradesco, que na época, decidiu fechar contas da Argeplan, do coronel, por restrições impostas pelo compliance.

O Santander também negou a abertura das contas, pedidas por Antonio Carlos, que se apresentou como representante da Argeplan, mas não soube informar a origem do dinheiro.

O MPF suspeita que o objetivo da transferência era lavar dinheiro.

Os grampos que ligam Joesley, da JBS, com os poderosos de vários partidos. LEIA AQUI

Comentários

  • José -

    Transferir do Bradesco para o Santander via TED...como isso é lavagem de dinheiro???? Esse foi um dos principais argumentos para a preventiva, e é falso. Irresponsáveis.

  • Ricardo -

    Volta lo ei para um xilindro e a doce Marcela ficara lo ei a mercê dos gaviões que seduzida ra o ei para minha tristeza.

  • SPA -

    Hummmmmm , então esse Antônio Carlos é o amigo do amigo do Temer ?

Ler 33 comentários