Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MPF pede bloqueio de bens de Barros por compra de remédio não entregue

A medida atingiria também servidores e ex-servidores do Ministério da Saúde e funcionários da empresa Global Gestão em Saúde
MPF pede bloqueio de bens de Barros por compra de remédio não entregue
Foto: Pedro França/Agência Senado

O Ministério Público Federal voltou a pedir na Justiça o bloqueio de cerca de R$ 20 milhões em bens do deputado Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, servidores e ex-servidores do Ministério da Saúde e funcionários da Global Gestão em Saúde.

O pedido foi feito ontem pela procuradora da República no DF Carolina Martins de Oliveira dentro de uma ação de improbidade administrativa que apontou irregularidades na compra de remédios pelo Ministério da Saúde entre 2016 e 2018, quando Barros comandava a pasta.

As irregularidades, dizem os procuradores, envolvem a compra dos medicamentos para tratamento de doenças raras que nunca foram entregues, com três pagamentos antecipados de quase R$ 20 milhões.

A Global é sócia da Precisa Medicamentos, que fechou um contrato para a venda de 20 milhões de doses da Covaxin ao governo federal.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO