ACESSE

MPF pretende pedir rescisão do acordo de Emilio Odebrecht

Telegram

Quando os procuradores da Lava Jato fazem uma pergunta a Emilio Odebrecht, ele sempre responde:

“Não lembro, não sei, já falei tudo”.

Ao término do processo, os benefícios e a eficácia do acordo terão de ser reavaliados, e o MPF pretende dizer ao ministro Edson Fachin que Emilio Odebrecht não colaborou com os investigadores.

Nesse caso, o caminho mais provável é a rescisão de sua delação premiada, com a consequente perda dos benefícios.

Comentários

  • Sophia -

    Mas sem perder as informações dadas anteriores às "Não sei" e "Já falei tudo", né?

  • Sempre -

    Eles estão é tentando entrar num acordo de quanto tempo os FRIBOIS aceitam pegar de cadeia ou prisão domiciliar. A negociação deve estar dificil: - Os FRIBOYS têm muita bala na agulha contra PGR, STF e PT et caterva. Janot precisa simular uma punição dura para os FRIBOYs, mas eles não devem estar aceitando pegar umas semanas de cana e um ou dois anos de DOMICILIAR. Querem viajar, se mandar até por medo das proximas eleições. Ademais, perdendo a anistia os EUA podem incomoda-los e lá eles não tem PGR nem STF na mão. Janot tá enrascado e vou fazer uma oprevisão: - Janot vai rever PARCIALMENTE os benefícios a título de "não invalidar provas" e os FRIBOYs vão receber uma reprimenda pública e deverão dar umas cestas básicas e até pegar UM ANO de "prisão domiciliar" SEM TORNOZELEIRA. Pode anotar aí!!!

  • Terê -

    Simples assim, cana dura no Velhote Odebrechtiano.

Ler 36 comentários