MPF quer pena ainda maior para Sérgio Cabral

Os procuradores do MPF que integram a força-tarefa da Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato no Rio, pediram pena máxima para Sérgio Cabral.

O ex-governador do Rio, que ganhou de Gilmar Mendes o direito de permanecer em Benfica, foi condenado a mais de 45 anos de prisão por Marcelo Bretas –em apenas um de seus processos.

Segundo a apelação dos procuradores, Cabral “agiu com ganância, imbuído da intenção de enriquecer de modo fácil, ainda que para tanto fosse sacrificada a higidez da administração pública estadual, em prejuízo da coletividade”.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 24 comentários
  1. Na época de Cabral, o descobridor, o cidadão português que roubava era degredado para o Brasil. Temos que voltar àquela época com Cabral, o ladrão, e degredá-lo para a Ilha das Cobras ou, se for melhor, das a ele prisão perpétua. Tipos como ele têm que ser apartados do convívio público. É péssimo exemplo para a juventude.

  2. Bandidos, ladrões, safados e políticos, fiquem tranquilos !!!! O STF (aquelo do Gilmar e Carminha), soltaram todos vocês. A justiça ACABOU.

  3. Com a cumplicidade da PILANTRA da mulher dele.
    Aquela, que está confortavelmente abrigada num apartamento de luxo e “sem” internet.

  4. por que os bandidos das favelas não matam eike batista , garotinho cabral ??????

  5. Beiçola detect! Não meu Cabralzinho vai pra casa já, já, dentro do estado democrático de direito, de ROUBAR, esse é meu mantra e do meu lacaio de estimação Reinaldinho Azevedo.

  6. BOLSONARO NOS CORRUPTOS!
    O MITO veio pra ficar…

    Agora só pra lembrar o Antagonista:
    A pedofilia não faz parte da liturgia
    da Igreja Católica como vcs falaram lá atrás no tópico “Agamenon: A CASA CAIU”.
    Corrijam isso, por favor!

  7. Tudo que o Cabral receber de pena é pouco. Infelizmente, no país não há prisão perpétua. Entretanto, “black blog”, devagar com o andor. O Gilmarzão não tem nada a ver com pena maior ou menor para o meliante Cabral. O HC que ele decidiu no STF não tem nenhuma relação com condenação. Até porque, qualquer que for a quantidade de pena, se maior ou menor, o Cabral cumprirá a prisão é no RJ mesmo. Está na Lei de Execuções Penais. Viu? Um pouquinho de honestidade nos comentários, “black blog”, não faz mal a ninguém.

  8. O GM deveria soltar o Cabral no próximo pedido de Habeas Corpus. Assim, seriam ambos executados pelo povo do RJ e eu ajudaria.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.