ACESSE

MPF recebeu 972 relatórios do Coaf nos últimos 3 anos

Telegram

Além de negar que o Coaf faça uma devassa nas contas de uma pessoa, Augusto Aras também esclareceu Dias Toffoli sobre a forma como o órgão — rebatizado de UIF — repassa as informações ao Ministério Público.

Nos últimos três anos foram enviados ao Ministério Público 972 relatórios de inteligência financeira, “todos enviados de forma espontânea pela UIF”, ressaltou o procurador-geral, desfazendo suspeita de Toffoli de que o MP encomendava os documentos.

Em 2017, foram repassados 362 relatórios; em 2018, 339; e, neste ano, 271 RIFs.

Aras explicou que, conforme procedimento previsto em lei, e em consonância com regras internacionais de combate à lavagem, a UIF capta junto aos bancos as transações suspeitas, consolida os relatórios e os encaminha de forma automática ao MP por meio eletrônico.

“Assim que é registrado no sistema, o documento é classificado como sigiloso, de forma que apenas o procurador responsável pelo caso tenha acesso às informações”, informou a PGR.

Como Lula e o PT agem para incitar a baderna e fazer Bolsonaro sangrar até 2022. Mais aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 12 comentários