MPF recorre para aumentar pena de Sérgio Cabral

O MPF recorreu ao TRF-2 para aumentar as penas de Sérgio Cabral, de seu operador Carlos Miranda e de seu ex-assessor da Casa Civil Ary Filho na ação penal por lavagem de dinheiro relacionada à Operação Mascate.

Condenados a até 13 anos de prisão, os três, de acordo com a Procuradoria, lavaram mais de R$ 10 milhões recebidos ilicitamente em contratos do governo estadual que envolveram serviços de consultoria inexistentes, compra de veículos e compra de imóveis.

O pedido do MPF é um dos recursos que serão analisados no próximo dia 7 pela 1ª Turma do TRF-2.

As penas aplicadas ao ex-governador do Rio de Janeiro já ultrapassaram os 300 anos de prisão.

Leia mais: OS ENCONTROS SECRETOS DE BOLSONARO COM O 'ANJO'
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 3 comentários
TOPO