ACESSE

MPF vai à Justiça contra ex-assessor de Carluxo na Funarte

Telegram

O MPF apresentou ação contra a indicação de Luciano Querido, ex-assessor de Carlos Bolsonaro, para a presidência da Funarte, registra Fausto Macedo.

Segundo a Procuradoria, Querido tem apenas o bacharelado em Direito, o que não atende às exigências do cargo (experiência mínima de cinco anos no setor, mestrado ou doutorado na área ou ter ocupado função comissionada de nível 3 ou superior em qualquer Poder).

O ex-assessor assumiu interinamente o comando da Funarte após a demissão de Dante Mantovani. De 2002 a 2017, Querido trabalhou no gabinete de Carluxo na Câmara Municipal do Rio, como responsável por boletins informativos sobre atividades legislativas.

Leia mais: A guinada de Bolsonaro para ficar no poder

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários