MPF vai investigar empresas que vendem dados na internet

MPF vai investigar empresas que vendem dados na internet

O Ministério Público Federal abriu ontem procedimento para verificar se empresas que comercializam dados de pessoas na internet estão seguindo a nova Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD, que entrou em vigor na semana passada.

No ato de abertura da apuração, o subprocurador Luiz Augusto Santos Lima, coordenador da Câmara de Consumidor, afirmou que as informações têm sido utilizadas para restringir acesso ao crédito, aumentar juros bancários e eliminar candidato a uma vaga de emprego.

Ele destacou que essas decisões podem ocorrer com base em informações que não são conhecidas publicamente e que podem estar desatualizadas, o que pode ser contestado pelos consumidores.

“Diversos direitos do titular desses dados poderão estar sendo violados a partir do uso dos serviços dessas empresas de mineração de dados”, afirmou.

A LGPD estabelece que dados pessoais das pessoas só podem ser usados por empresas mediante o consentimento delas.

Leia mais: Exclusivo: o objetivo secreto do 'inquérito do fim do mundo' do STF
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO