ACESSE

'Muda, Senado' não quer "queimar a largada"

Telegram

O Antagonista apurou que o grupo “Muda, Senado” não vai lançar candidato à sucessão de Davi Alcolumbre enquanto durarem as sessões virtuais em razão da pandemia da Covid-19.

A maioria dos integrantes avalia que colocar um nome para a disputa neste momento seria “queimar a largada”, uma vez que, ainda no entender do grupo, Davi Alcolumbre tem o poder ainda mais concentrado em suas mãos em meio a esta realidade virtual no Senado.

Já dissemos que não há um consenso no grupo sobre o momento ideal para enfrentar Alcolumbre. O senador Jorge Kajuru (Cidadania), por exemplo, acha que “está demorando demais para o grupo lançar um candidato”.

Kajuru disse no fim de junho:

“Na minha opinião, está demorando demais para o grupo lançar um candidato. Acho que tem que ser logo. Querem tentar impedir o Alcolumbre de buscar a reeleição. Acho que é uma bobagem a gente querer brigar contra isso. É claro que ele vai conseguir. A gente tem é que lançar um candidato e ‘ir para o pau’.”

Enquanto isso, Alcolumbre já “queimou a largada”, buscando aproximação com o Supremo para garantir um aval jurídico que lhe permita disputar a reeleição — a Constituição e o regimento interno são claros ao não permitirem a recondução ao cargo na mesma legislatura, como seria o caso.

Foto: Adriano Machado/Crusoé

Leia mais: Gleisi e Bolsonaro do mesmo lado

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários