Mudança começou muito antes do fim do mandato

Para não chamar a atenção da imprensa, Lula determinou que a mudança fosse feita aos poucos. Por isso, a licitação para contratar a transportadora foi lançada em janeiro de 2010.

O valor estimado era superior a R$ 800 mil, mas caiu para menos de R$ 375,5 mil no pregão. O menor lance, o vencedor, foi da Mudanças Cinco Estrelas.

O seguro foi calculado em R$ 30 mil sobre bens estimados em R$ 3 milhões.

Só no final de 2010, quando a mudança já estava praticamente concluída, o Palácio do Planalto lançou outro pregão e contratou a Três Poderes Mudanças e Transportes, representante da Granero.

Essa informação foi liberada à imprensa de forma calculada, apenas para distrair.

Faça o primeiro comentário