Mudança de Aras na chefia da Greenfield é inconstitucional, dizem conselheiros do MPF

Mudança de Aras na chefia da Greenfield é inconstitucional, dizem conselheiros do MPF
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Um grupo de sete integrantes do Conselho Superior do MPF divulgou nesta sexta, 27, nota pública em que critica mudanças promovidas por Augusto Aras no comando e na estrutura da Operação Greenfield, responsável por investigações na Caixa e nos fundos de pensão.

Segundo eles, da maneira como foi feita, a escolha do novo procurador para conduzir as investigações —Celso Três, crítico ferrenho da Lava Jato— é inconstitucional.

Os conselheiros do MPF ainda alertam para “casuísticas substituições” de procuradores que remetem a momentos “anteriores à Constituição de 88” —referência à ditadura militar.

LEIA AQUI a reportagem de Luiz Vassallo na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 30 comentários
TOPO