Mudança de Lula foi para sítio de Atibaia

Em 6 de janeiro de 2011, o Estadão contou como Marisa estava preocupada em garantir que a adega pessoal de Lula não sofresse danos na mudança de Brasília para São Bernardo do Campo.

A matéria falava dos 11 caminhões da Granero – um deles climatizado – que foram necessários para o transporte de bens acumulados pelo ex-presidente nos oito anos de governo.

Uma informação essencial passou despercebida. Está no último parágrafo da matéria assinada pelos repórteres Daiene Cardoso e Daniel Galvão:

“O restante da mudança do ex-presidente seguirá para seu sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, e para um guarda-móveis da Granero, de acordo com a empresa. A mudança deve ser concluída até o final da próxima semana. Segundo a empresa, o serviço de mudança está avaliado em R$ 500 mil.”

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200