‘Mudas de café’ e ‘garrafas de vinho’ eram código para propina, diz PF

Investigados pela Operação Registro Espúrio, da PF, tratavam do pagamento de propinas no Ministério do Trabalho por meio de códigos como “mudas de café” e “garrafas de vinho”, informa a Folha.

Os investigadores tiveram acesso a mensagens trocadas em março de 2017 entre o coordenador-geral de Registro Sindical da pasta, Renato Araújo, e o advogado Carlos Artur Barboza, que foi secretário-adjunto de Relações do Trabalho até 2015.

“Eu disse a ele que tenho que te passar 300 mudas. Se vc combinar comigo, vc fica com 250 mudas de café e eu planto 50, pode ser?”, escreveu Araújo.

Dois meses depois, Barboza perguntou se havia novidades no caso de uma entidade e avisou: “Tá comigo tuas 2.5 garrafas do bom vinho do Porto”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Gestores e funcionários públicos 99,99% completamente podres. Basta ser normal para ver que nosso futuro está muito, mas muuuuuuito longe. Lamentável.

Ler mais 24 comentários
  1. Gestores e funcionários públicos 99,99% completamente podres. Basta ser normal para ver que nosso futuro está muito, mas muuuuuuito longe. Lamentável.

  2. São uns verdadeiros jumentos . Os jovens investigadores da PF estão mil anos luz à frente dessa horda de corruptos. Podem observar ; TODOS foram pegos , mas se a justiça não consegue mantê-los na tranca é porque nosso Supremo “trabalha” contra , por enquanto .

    1. Falou tudo SPA CURITIBA, isso confirma o que a Juíza Eliana Calmon afirmou ao deixar o CNJ-Conselho Nacional de Justiça que o judiciário brasileiro está cheio de BANDIDOS DE TOGA.

    2. Tem toda razão.
      Pena que só um milagre pra banir o tal trabalhador do Supremo… se é que vc me entende…

    1. Ñ estou suportando mais o embroglio que o Brasil se meteu continuamos a deriva sem lenço e sem documento ( fui fã do Chico hj tenho restrições mas ai da gosto das melolodias)E quantas garrafas de vinho do Porto para Gilmar Soltar Paulo Preto?

  3. A PF descobriu os bandidos porque além de ladrões eram muito burros e usaram na mensagem duas garrafas e meia de vinho.
    Essa nem o Lula que é anarfa conseguiria fazer melhor!

  4. E aí Fachin, ministro indicado, caríssimo, mordomias, seguranças, carros, aviões, planos de saúde, paletó, cheche para os netinhos, farmácias, hospitais do primeiro mundo, etc. cabide de emprego, vair mandar prender somente os laranjas ou também os outros produtores – os das “mudas de café” e “garrafas de vinho”. Crie vergonha na fuça verme.