Mulher de João Santana se queixa de 'castigo muito grande'

Mônica Moura, mulher e sócia de João Santana, disse hoje à CPI do BNDES que recebeu “um castigo muito grande para o crime cometido”, informa O Globo.

“Eu errei, nós erramos. O que acho, e que não vou deixar de dizer, é que o castigo foi muito grande para o crime cometido”, declarou Mônica, que também se queixou de o dinheiro que recebeu com o marido em décadas de trabalho ter ido para o MP.

O casal de marqueteiros, que coordenou campanhas de Lula e Dilma Rousseff, fechou acordo de delação na Lava Jato e foi condenado a pagar uma multa de R$ 6 milhões.

Lula e Gilmar Mendes: o dono e o rei do PT. SAIBA TUDO

Hoje os dois cumprem regime domiciliar semiaberto, em que precisam se recolher das 22h às 6h e nos fins de semana.

A defesa de João Santana e Mônica Moura informa que, além da multa de R$ 6 milhões, o acordo de colaboração firmado com o MPF prevê uma penalidade de US$ 23 milhões da conta ShellBill, além de privação de liberdade e da proibição de ambos trabalharem em marketing eleitoral até outubro de 2020.

Comentários

  • Olivo -

    Se nosso código penal fosse decente esta bandida, que ajudou o assalto bilionário ao povo brasileiro pegava no mínimo prisão perpétua!!!! É uma cara de pau !!!

  • José -

    Como cidadão que teve o dinheiro roubado por esses criminosos tenho o direito de achar que a pena é demasiado branda...

  • lojo -

    coitadinha, que pena duuuuura

Ler 82 comentários