Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Na gestão Dilma, comissão viu conflito de interesse em caso semelhante ao de Wajngarten

Na gestão Dilma, comissão viu conflito de interesse em caso semelhante ao de Wajngarten
O secretário especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo da Presidência, Fabio Wajngarten, participa de audiência pública na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado.

A Folha também procurou outros casos parecidos com o do chefe da Secom, Fabio Wajngarten, em que autoridades eram sócias de empresas que atuavam em setores ligados a suas áreas na administração pública.

Segundo o jornal, no governo Dilma Rousseff, a Comissão de Ética Pública da Presidência viu conflito de interesses no caso de Rebecca Garcia, ex-deputada pelo PP-AM, que foi nomeada pela ex-presidente para a Suframa.

A comissão decidiu que Rebecca não podia chefiar o órgão porque era sócia de empresas de parentes que recebiam subsídios da Zona Franca.

“Para ficar no cargo, ela teve de abrir mão da participação societária e declarar formalmente seu impedimento para atuar em qualquer ato que envolvesse as empresas da família.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO