Na semana que vem, a união das oposições pelo impeachment

Para dar início ao plano já concertado com Eduardo Cunha, haverá na semana que vem uma reunião das oposições — que contará também com parlamentares do PMDB, como Geddel Vieira Lima. O manifesto dos líderes da oposição na Câmara, divulgado ontem, foi apenas um aperitivo.

As oposições vão se declarar unidas em torno da saída de Dilma Rousseff da Presidência e de um projeto de reconstrução nacional, atendendo aos anseios da sociedade. Será também anunciado que juristas renomados vão elaborar um pedido de impeachment.

“Não dá mais. A hora chegou”, disse um parlamentar ao Antagonista.

Passou da hora.