Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Na viagem do 'spray milagroso', Netanyahu cobrou do Brasil investimento no setor cibernético

Inicialmente, o objetivo da comitiva bolsonarista era trazer o tal do spray nasal classificado como “milagroso” pelo presidente
Na viagem do spray milagroso, Netanyahu cobrou do Brasil investimento no setor cibernético
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

De acordo com documentos secretos produzidos durante a viagem da comitiva bolsonarista a Israel, em março deste ano, a missão comandada pelo ex-chanceler Ernesto Araújo tratou também de temas alheios à pandemia de Covid, diz a Crusoé.

No encontro com o então primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, Israel cobrou um investimento de US$ 100 milhões a ser feito pelo Brasil no setor cibernético.

Inicialmente, o objetivo da comitiva era trazer o tal do spray nasal classificado como “milagroso” pelo presidente Jair Bolsonaro. 

Leia aqui a íntegra. Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO