Nada de culto no gabinete

A comissão de ética da Presidência recomendou que Fátima Pelaes, secretária de Políticas para Mulheres, não faça mais cultos evangélicos em seu gabinete no horário de trabalho, relata a Folha.

Em março, a ex-deputada realizou uma oração na sede do órgão. Segundo denúncia feita à comissão de ética, servidores teriam sido constrangidos a participar.

Pelaes é evangélica e preside o núcleo feminino do PMDB. Em sua posse, no ano passado, ela disse que a religião não iria interferir nas ações da secretaria.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Alexandre disse:

    Não pode fazer uma oração?? Como assim...vc está comentando rápido demais, calma????? Msg descabida essa Antagonistas.

Ler comentários
  1. novo sistema é 1000 disse:

    Que bom ter a área de comentários funcionando a contento outra vez, sem aqueles lixos e aquelas baixarias virtuais irritantes! Parabéns, Antagonistas! SilvaPen

  2. Menezes disse:

    PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA CONTRA O CRISTIANISMO POR PARTE DESSES PELEGOS COMUNISTAS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO PT.. Para quem não sabe , toda empresa em sua grande maioria autoriza esse tipo de reunião,geralmente no horário de almoço. é comum Cristãos se reunirem para oração e louvor. AGORA SE É PROIBIR QUE PROÍBA PARA TODOS ATÉ PARA OS MUÇULMANOS QUE TEM QUE ORAR TRES VEZES DURANTE DIA VIRADOS PARA MECA. QUERO VER PROIBIR OS MUÇULMANOS.

  3. mikael disse:

    Concordo, isso não é sistema é censor.

  4. joao carlos pompeu disse:

    …cada coisa fantasmagórica que aparece nesse governo Temer. Meu Deus…Se contar para pessoas de primário bem-feito ninguém acredita.

  5. Jaci Capistrano disse:

    Deixem ela professar a religião dela em paz, que saco esses socialistas nojentos!

  6. Silvio Macedo disse:

    Se fosse proibida uma sessão de candomblé , os escrotos da esquerda falariam em perseguição religiosa. Mas como é pra falar sobre Deus, não pode.

  7. Arthur, o legítimo disse:

    1o. é MENTIRA que 'funcionários teriam sido constrangidos', ou oAntagonistas destilou preconceito, ou a fonte mentiu! A maior praxe entre evangélicos é não impor religiosidade. 2o. é INCOMPATÍVEL evangélico estar nesta secretaria, que historicamente faz Acepção de pessoas, aprego e dá verbas para abortismos, e tudo o mais que divide a sociedade tão à moda esquerdista.

  8. Brasil disse:

    Só me faltava essa agora! O Estado é laico, fia! Já te falaram sobre isso???

    1. As pessoas confundem "ESTADO LAICO" com "ESTADO ATEU". o laicismo NÃO DESCRIMINA NENHUMA RELIGIÃO. O certo é liberar para todas NÃO PROIBIR. A proibição deve ter sido pelo fato de ser dentro do horário de serviço. Se tratando de Brasília o horário de serviço é exclusivo para ROUBOS e FALCATRUAS.