Não à irresponsabilidade fiscal

O ministro do TCU Raimundo Carreiro concedeu medida cautelar proibindo o governo federal de repassar, ainda em 2016, recursos provenientes da lei de repatriação para os municípios.

Carreiro argumentou que antecipar o repasse, às vésperas da transição nos governos municipais, seria um procedimento “afrontoso aos princípios da moralidade, da transparência e da economicidade”.

Colocar as mãos nos R$ 4,4 bilhões antes da virada do ano era a esperança de prefeitos que, de outra forma, podem ser pegos pela lei de responsabilidade fiscal.

Faça o primeiro comentário