'Não acontecerá de novo', diz Heleno sobre militar com cocaína

Telegram

O general Augusto Heleno defendeu hoje, em sessão conjunta na Câmara, que seja mantida a forma de escolha dos militares levados em comitivas aéreas de Jair Bolsonaro.

Para o ministro, a apuração do caso de Manoel Silva Rodrigues, que foi preso com 39 kg de cocaína, dará condições ao GSI e à FAB de resolver a falha de segurança.

“É lamentável o fato, principalmente porque as tripulações que trabalham e transitam nas aeronaves do GTE [Grupo de Transporte Especial], não só as aeronaves do presidente, são escolhidos a dedo. É um trabalho extremamente consciente da sua grandiosidade, da sua responsabilidade. Um fato desse obviamente merece ser apurado e quem estiver envolvido fatalmente responderá pelo crime que cometeu ou pela irregularidade que cometeu, e nós teremos condições de dizer que o problema foi saneado. Isso não acontecerá de novo.”

Comentários

  • Jose -

    Tem muito Petista/Comunista na Aeronáutica.

  • Pedro -

    O Congresso tem que chamar o Comandante da Aeronáutica e não o GSI. Por que estão poupando o Comandante?

  • Marcelo -

    É muito mais seguro levar no submarino nuclear brasileiro, assim nenhum civil se mete!

Ler 33 comentários