Não adianta fatiar

Assim como na Lava Jato, a propina investigada na Zelotes pode ter ido diretamente para o caixa 1 do PT.

A Veja reproduziu o e-mail de um lobista ligado ao partido, Halysson Carvalho Silva. Em mensagens interceptadas pela PF, ele cobrou 1,5 milhão de dólares de uma empresa africana em nome do PT:

“Para liberar a compra da gasolina na Petrobras, é preciso um sinal de 1,5 milhão de dólares, depositado como doação em uma conta poupança no Banco do Brasil. Só informo os dados bancários após confirmação da doação e terá que ser feita a transferência em 24 horas, vale lembrar que estamos em ano eleitoral no Brasil”.

Teori Zavascki pode fatiar quanto quiser, mas o caixa do PT vai acabar unindo a Lava Jato à Zelotes e à Acrônimo.