“Não considero aquilo prisão, foi sequestro”, diz Temer no congresso do MBL

Michel Temer, no Congresso Nacional do MBL, disse neste sábado que sua prisão em março foi “uma agressão extraordinária”.

“Eu fui discreto desde que deixei a presidência, mas depois daquele sequestro, porque eu não considero aquilo prisão, aquilo foi um sequestro. Não respeitou os trâmites processuais, não houve denúncia, eu não fui ouvido. Apenas os procuradores concluíram que há 45 anos eu comando uma quadrilha e amealhei R$ 1,8 bilhão. E um juiz decretou prisão com base nestas insinuações.”

Comentários

  • Mendes -

    "Tem que manter isso,VIU ? O colóquio no Jaburu mostra o padrão Fifa,fora á Corridinha da pizzaria.

  • wanderlei -

    Mais uma pobre vítima, anos e anos metido em falcatruas e se diz injustiçado. Concordo, está solto. Houvesse justiça estaria preso.

  • Maria -

    Mimimimimi. Pobre coitado! Tão injustiçado!

Ler 46 comentários