ACESSE

“Não deve a maioria (dos presos) pagar pela conduta criminosa de uns poucos"

Telegram

Em proposta diferente das que apresentaram José Medeiros e Ciro Nogueira, Lasier Martins (PSD-RS) quer endurecer a pena imposta aos presos que infringem a lei quando estão usufruindo do benefício do “saidão”, registra o portal do Senado.

Relatado pelo senador Wilder Morais (DEM-GO), o PLS 443/2017 trata como agravante o crime ser cometido durante a saída temporária e em situações similares, como a liberdade condicional e a prisão domiciliar, ou por fugitivos do sistema prisional. O texto prevê um aumento de pena de um terço até a metade, se os crimes também forem cometidos com violência ou grave ameaça à vítima.

Ao apresentar o projeto, Lasier citou as frequentes notícias de crimes cometidos por presos durante os “saidões”, mas afirmou que o correto não é extinguir o benefício, que poderia prejudicar os que fazem bom uso dele.

“Não deve a maioria pagar pela conduta criminosa de uns poucos. Entendemos que um melhor caminho é punir mais rigorosamente os que cometem crimes durante a saída temporária.”

Senadores querem mudar regras para “saidão” de presos

“Queremos acabar com essa sensação de impunidade causada pelos saidões”

Comentários

  • Fernando -

    Lasier Martins, esse ta cumprindo o papel de servir o povo, ele apoia o impeachment do Beiçola.

  • Paulo -

    Ah vá se lascar, 1/3 da pena, metade ou o escambau, se cometeu outro no mínimo tinha que dobrar a pena. Tem que pagar todo mundo que ta preso sim, saidão é meu ovo.

  • Fred -

    Laisier, ok, quer ser bonzinho com os demais? Então ao invés de 1/3, submeta ao dobro da pena e sem esta baboseira de progressão de pena. Assim você é duro realmente com quem merece.

Ler 42 comentários