ACESSE

Não é intenção do governo privatizar a Embrapa, diz Tereza Cristina

Telegram

Um dia após exonerar o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, Tereza Cristina argumentou que é preciso revitalizar e modernizar a estatal, considerada uma das três “joias da coroa”, junto a Petrobras e Embraer.

“Nós queremos fazer a Embrapa, que é a nossa joia da coroa, brilhar. Ela está meio opaca. A finalidade é que o resultado seja bom. Aceito sugestões para que a gente faça uma Embrapa mais atualizada. Nós temos que trabalhar em rede, temos que trabalhar com as universidades federais. Temos aí startups, que com R$ 10 mil fazem transformações. O mundo está evoluindo muito rápido e nós vamos evoluir também. O Brasil estava muito fechado e nós estamos num caminho de modernização.”

Tereza Cristina confirmou que não há interesse do governo em privatizar a Embrapa e destacou que a estatal já tem um orçamento grande, mas 80% vão para o pagamento da folha.

“O que a gente quer é dar agilidade à Embrapa, enxugar algumas coisas, mexer na área administrativa. Existem  47 centros [de pesquisa] hoje. A pesquisa funciona maravilhosamente bem, nós queremos atuar é na gestão da empresa.”

HÁ UM NOVO PODER EM BRASÍLIA. E UMA NOVA PODEROSA. LEIA AQUI

Comentários

  • Renato -

    Sugiro auditoria externa: nos projetos dos pesquisadores, sobre os imóveis da empresa, cedidos em comodato, vencidos e sendo invadidos.

  • Carlos -

    Herança do PT na Embrapa foi média salarial de R$ 22.000,00 e produtividade quase zero. A Embrapa vive dos velhos tempos. Tem que fazer grandes ajustes Ministra

  • Brasileiro -

    Se o Zélia Guedes privatizar "tudo", o governo cai.

Ler 14 comentários