“Não é postura de magistrado”

A OAB rebateu a declaração dada ontem por GIlmar Mendes de que a Lei da Ficha Limpa “parece ter sido feita por bêbados”.

“O presidente do TSE deveria reconhecer e apoiar todas as iniciativas que aperfeiçoam o sistema eleitoral. A linguagem usada por ele, inclusive, não se coaduna com a postura de um magistrado, notadamente um ministro do STF, na hora de exercer seu direito de crítica, seja ela direcionada à sociedade, proponente da lei, seja aos parlamentares que aprovaram a matéria, seja ao chefe do Executivo que a sancionou”, disse, em nota, Claudio Lamachia, presidente da OAB.

O texto ainda provoca:

“Uma vez que o STF já concluiu pela constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a sociedade aguarda do ministro uma proposta para aperfeiçoar o texto dessa legislação.”

Faça o primeiro comentário