“Não é racional” enviar todas as doses da vacina para ministério, diz secretário

“Não é racional” enviar todas as doses da vacina para ministério, diz secretário
Foto: Governo do Estado de São Paulo

Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde de São Paulo, disse ao Estadão que ainda espera um posicionamento do Ministério da Saúde sobre a quantidade de doses da Coronavac que deverão ficar no estado.

Estamos aguardando que eles digam qual é a proporcionalidade, quais são as vacinas cabíveis para São Paulo, para que, a partir de então, possamos mandar as vacinas que são do Brasil”, afirmou.

Na noite de ontem, o ministério enviou um novo ofício ao Instituto Butantan exigindo que toda a produção da vacina contra a Covid-19 seja entregue.

Para Gorinchteyn, a exigência da pasta não é “racional”.

Eu mando para a União. Ela desloca para outros lugares. Daí volta para São Paulo. Quer dizer, vamos pensar em análises de estratégias logísticas, de custos, e da demora frente à urgência pandêmica que se faz presente.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Mais lidas
  1. "Mãe"

  2. "Lockdown imediato, nacional, de 21 dias"

  3. Moro: "Para a frustração dos corruptos e de seus amigos"

  4. Vaza, Guedes

  5. "O BOBO DA CORTE"

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 317 comentários
TOPO