Não é só o Rio

Armínio Fraga, em sua entrevista ao Estadão, reitera que a quebradeira dos Estados vai piorar:

“Eu vivo aqui no Rio. Sinto a situação. É o caso mais grave, mas não é o único. Esse quadro foi estimulado pelo governo anterior, que liberou a gastança, e agora se aprofunda com a recessão. Mas, nisso, o governo federal não tem como ajudar. A situação fiscal da União é muito grave também”.

Faça o primeiro comentário