ACESSE

"Não estamos com o Rodrigo Maia por estar"

Telegram

Após uma reunião com a bancada, Luciano Bivar, presidente do PSL, disse que não houve toma lá, dá cá na negociação do apoio a Rodrigo Maia.

“Não houve troca de cargo. A CCJ faz parte da governabilidade. Nada ali é remuneratório. Temos uma participação efetiva, para viabilizar a pauta econômica que é o mais significativa para nosso projeto.”

O deputado disse também:

“Sentimos um sentimento de coesão, de uma agremiação que tem uma ideia só. Eu acho que a gente dando essa sustentação ao governo federal vamos viabilizar as reformas que o País exige. O PSL não vai ser um partido de questão fechada, somos liberais por natureza.”

E mais:

“Não estamos com o Rodrigo Maia por estar, foi a convergência das ideias dele.”

Como colocar a economia nos trilhos em 2019? AQUI

Comentários

  • BR Paralelo -

    Não sejamos ingênuos tb! Não houve a prostituição de antes mas teve o "Dou-lhe apoio nisso e vc me garanta aquilo!", q será pautar a agenda p/ o país. Temos q confiar no PSL pistola e contra

  • Helena -

    E se ele fizer que nem o supremo referente ao aumento de salário e o auxílio moradia...deram pr atrás e tomamos no c u.

  • Marcos -

    É um acinte , uma agressão intelectual tratar as pessoas com boa escolaridade como retardados. Alias, nessa questão, PT, PMDB e PSDB são professores com PhD e , pelo visto, fizeram escola

Ler 61 comentários