"Não há como ignorar a conduta indigna de Bolsonaro"

“Não há como ignorar a conduta indigna de Bolsonaro”
Foto: Marcos Corrêa/PR

Em editorial, a Folha defendeu que o próximo presidente da Câmara paute o processo de impeachment de Jair Bolsonaro.

“O impeachment é recurso extremo, vagaroso e sempre traumático. Infelizmente não há como ignorar, todavia, a conduta indigna de Bolsonaro, nem os quase 60 pedidos de abertura de processo que aguardam decisão já tardia — e cujas motivações têm amparo em não poucos pareceres jurídicos”, diz o jornal.

“Analisá-los é imperativo para o próximo presidente da Câmara, e congressistas não devem se esquivar de debater às claras seus fundamentos. Trata-se de resposta que não pode ser sonegada à sociedade.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO