Não há o que comemorar, Dilma

Dilma Rousseff comemorou porque os comerciais do PSDB convocando os eleitores para os protestos não deram o menor resultado.

Não há o que comemorar.

Os comerciais eram tão ruins que nem O Antagonista – que fez uma campanha cerrada pelos protestos – se interessou em divulgá-los.

Resultado: zero

Faça o primeiro comentário