Exclusivo: Não há registro do “empréstimo” de Baiano para Bumlai

Para se defender das acusações de que pegou R$ 2 milhões com Fernando Baiano para uma nora de Lula, José Carlos Bumlai contou ao Estadão aquela história fantasiosa de um empréstimo para pagar os funcionários da Transportadora São Fernando (TSF Logística).

Bumlai contou que o dinheiro entrou na conta da empresa e que depois lhe foi repassado por meio de um contrato de mútuo. E até mostrou extratos bancários que indicavam um depósito no valor de R$ 1,5 milhão.

Em sua declaração de renda, porém, não há registro do tal contrato de mútuo na data e no valor indicados. Há um contrato de mútuo entre Bumlai e a TSF apenas em 2010 e no valor de R$ 13,4 milhões – dívida que até 2011 não havia sido paga.

Quanto ao R$ 1,5 milhão que Bumlai recebeu em sua conta, a Receita identificou a operação como um depósito da empresa Companhia de Tratamento de Resíduos Alcântara, localizada em São Gonçalo e aparentemente sem relação com Baiano.

Faça o primeiro comentário