Não haverá corte de gás em São Paulo

Em coletiva, João Doria disse que Comgás, companhia de gás de São Paulo, concordou em não suspender nenhum fornecimento até 31 de maio, em razão da pandemia do novo coronavírus.

“A Comgás não poderá interromper o fornecimento de gás em nenhuma residência, em nenhum centro de consumo de gás encanado.”

A companhia, que é uma empresa privada, também suspenderá, até 30 de julho, a cobrança de multa para indústrias que não consumirem o mínimo de gás previsto em contrato.

Leia também: Mario Sabino: 'O efeito estranho do coronavírus.'
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 3 comentários
TOPO