“Não houve entrada de policiais no hospital”

“Não houve entrada de policiais no hospital, ainda mais no centro cirúrgico. E o ministro não estava no centro cirúrgico, tanto o é que atendeu o telefone duas vezes para falar com a equipe”, continua Igor Romário de Paula, delegado da PF.

Pronto.

Vamos aos crimes de Mantega.

Faça o primeiro comentário