Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Não houve essa conversa de R$ 400', diz Lira sobre novo Bolsa Família

Valor havia sido divulgado hoje por Bolsonaro; 'a depender da vontade do Legislativo', tudo será feito dentro do teto de gastos, diz o presidente da Câmara
Não houve essa conversa de R$ 400, diz Lira sobre novo Bolsa Família
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Arthur Lira disse nesta terça-feira (3) que não há conversas para instituir um novo Bolsa Família no valor de R$ 400, como Jair Bolsonaro tem prometido.

Segundo o presidente da Câmara, o programa social de transferência de renda do governo será implantado por MP, e não via PEC (Proposta de Emenda à Constituição). Lira também negou que a PEC dos precatórios vise a abrir espaço no Orçamento para o benefício.

“Foi criada essa versão de que essa PEC seria votada para que se abrisse valor para criar o Bolsa Família, o Bolsa Verde e Amarela ou Bolsa Brasil de R$ 400. Não há possibilidade de estourar teto no Brasil, a depender da vontade do Legislativo”, declarou o deputado do PP-AL.

“O Bolsa Família virá por MP própria, dentro do Orçamento, dentro do teto de gastos, com um valor médio planejado em torno de R$ 300. Isso é o que está sendo comentado. Não houve essa conversa de R$ 400, não há essa conversa de Bolsa Família dentro de PEC, não há essa conversa de furar teto de gastos”, acrescentou Lira.

Mais cedo, Bolsonaro disse em entrevista a uma TV pernambucana que o governo estava estudando um aumento de 100% no valor do Bolsa Família, que passaria a ser de cerca de R$ 400. Não há, porém, margem orçamentária para isso.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO